Dicas / Faqs

1. Geral

O que é o prémio Ecotrophelia Portugal 2017?

O prémio Ecotrophelia visa o desenvolvimento de um produto alimentar eco-inovador a ser desenvolvido por um grupo de alunos de licenciatura, pós-graduação e/ou mestrado. Em 2017, a PortugalFoods e a FIPA trazem para Portugal esta iniciativa cujo objetivo é premiar o empreendedorismo e a inovação do meio académico no setor agroalimentar.
O prémio engloba duas rondas, a ronda nacional que decorrerá até maio e a ronda europeia, em que o vencedor da competição nacional participará em novembro na competição europeia, junto dos vencedores dos restantes países participantes.

Quem pode participar?

São elegíveis para participar nesta competição estudantes do ensino superior a frequentar cursos de licenciatura, pós-graduação ou mestrado, desde que tenham idade igual ou inferior a 35 anos de idade. Note-se que à data da final da competição nacional os estudantes têm de estar matriculados em algum estabelecimento de ensino superior (e fazer prova disso) e ter até 35 anos.

Os estudantes devem participar em equipas de 2 a 10 pessoas.

Que prémios são atribuídos?

Serão atribuídos três prémios monetários no valor total de 3 500€, distribuídos pelos 3 lugares do pódio:

  • Ecotrophelia Portugal – Ouro: 2 000
  • Ecotrophelia Portugal – Prata: 1 000
  • Ecotrophelia Portugal – Bronze: 500

Quais são os prazos importantes do prémio Ecotrophelia Portugal 2017? 

Ver calendarização.

2. Produto

O produto desenvolvido pela equipa deve cumprir os seguintes requisitos:

  • ser próprio para consumo humano e destinado aos consumidores;
  • ser comercializável na distribuição/retalho ou no canal HORECA/foodservice (Hotéis, restaurantes e catering);
  • ser inovador em um ou vários aspetos em relação aos produtos alimentares já existentes no mercado. Esta inovação pode centrar-se no conceito, e/ou tecnologia, e/ou receita, e/ou embalagem, e/ou consumo, entre outros;
  • ter em conta a eco-inovação, que pode envolver os ingredientes básicos (origem – biológica ou com baixa pegada de carbono) e/ou a embalagem (reciclável) e/ou o processo de fabrico (poupança de energia, reciclagem de água) e/ou a distribuição logística (novos canais de venda ou venda direta ao consumidor), tornando-se mais fácil integrar a dimensão ambiental nas várias área de negócio que integram a cadeia alimentar;
  • destacar-se pelas suas propriedades organoléticas, nutricionais ou outras;
  • ser reprodutível para fabrico numa unidade de produção com base em especificações técnicas (ingredientes, processo de fabrico, preço de custo, investimento empresarial, …);
  • estar de acordo com os regulamentos relevantes (processamento, aditivos e ingredientes, embalagem, rotulagem, normas de publicidade, segurança alimentar, …);
  • ser relevante a nível comercial (adequado para um mercado local e/ou nacional e/ou Europeu; corresponde à procura dos consumidores, plano de marketing, embalagem, logística…);
  • mostrar uma coerência global face aos critérios acima referidos.

3. Candidatura

A equipa deve submeter a sua candidatura, com todos os documentos identificados abaixo, eletronicamente através do formulário disponível aqui até dia 13 de abril de 2017, às 18 horas.

Os documentos necessários para a submissão de candidatura são:

  • identificação da equipa e líder da mesma, com respetivos comprovativos de matrícula;
  • carta coletiva de compromisso, assinada por cada membro da equipa (segundo documento disponibilizado aqui);
  • dossier de apresentação de projeto;
  • breve descrição do produto (até 200 caracteres a preencher no formulário);
  • apresentação escrita do projeto em linguagem comercial (até 1000 caracteres a preencher no formulário);
  • fotografia do produto (formato alta resolução – JPEG mínimo 1MB);
  • descrição dos aspetos eco-inovadores do produto (segundo documento disponibilizado aqui).

4. Avaliação

Brevemente disponível.

5. Cerimónia Final

Brevemente disponível.